Posts marcados ‘Programação’

Florianópolis se prepara para Ironman Brasil

Matéria Diario Catarinense

O Clube Doze de Agosto, em Jurerê Internacional, começa a se transformar na “Cidade do Iron” para sediar a 11ª edição do Ironman Brasil, o maior desafio de triatlo da América Latina, com 1.822 inscritos, entre amadores e profissionais.

Seletiva para o Ironman do Havaí, a prova teve um aumento no número inscritos: 1.650 triatletas largaram em 2010 e neste ano são 1.822 inscritos, com destaque para os tricampeões, os argentinos Eduardo Sturla e Oscar Galindez. Entre os brasileiros, o goiano Santiago Ascenço é a maior esperança após o terceiro lugar no ano passado. O paulista Reinaldo Colucci não competirá, mas estará na Capital para torcer pelos brasileiros. O campeão de 2010, o australiano Luke Mckenzie, não estará na prova, assim como a canadense Tereza Macel, vencedora na 10ª edição. Entre as mulheres, Fernanda Keller retorna após um ano de ausência. Keller é a principal triatleta do Brasil, com dois títulos na Capital. Ano passado, ela não competiu porque teve compromissos que atrapalharam os treinos, mas compareceu para ser repórter do Fantástico.

Na última terça-feira eram feitos os últimos ajustes na Cidade do Iron, a estrutura montada no Clube do Doze de Agosto, que inclui a Expo Ironman, uma feira com produtos usados pelos triatletas, como sapatilhas e bicicletas. O diretor técnico do evento, Mauro Tonon, esteve na Academia de Polícia Militar para orientar os PMs que atuam na prova pela primeira vez. Ao todo, 480 PMs trabalharão no evento.

O trânsito da cidade não sofrerá alterações significativas em relação aos anos anteriores. No domingo, a SC-401 estará aberta em meia pista nos dois sentidos, e a Via Expressa Sul estará fechada para veículos até 16h. Os motoristas que precisam se dirigir ao aeroporto ou ao Sul da Ilha utilizarão a avenida Jorge Lacerda, conhecida como acesso da Costeira.

A 11ª edição

Principais destaques: os argentinos Eduardo Sturla e Oscar Galindez, a brasileira Fernanda Keller e a norte-americana Hillary Biscay.
Participantes: 1.822 inscritos de 34 países.
Percurso: 3,8 km de natação, 180,2 km de ciclismo e 42,2 km de corrida.
Expo Ironman: abertura hoje (14h às 18h). De quinta a domingo, aberto das 9h às 18h. Congresso técnico dos atletas amadores: quinta (14h30min e 16h) e sexta-feira (10h)

Jantar das massas: sexta-feira, no P12 (19h)
Largada da prova: domingo (7h)
Término da prova: domingo (0h)

Anúncios

Curso de Mountain Bike e Cicloturismo e Curso de Trekking – São Paulo/SP – Muito Bacana

Por Guilherme Cavallari

Decidi retomar um projeto antigo, que já me deu muita satisfação quando o lancei e trabalhei com ele em 2004… O CURSO DE MOUNTAIN BIKE E CICLOTURISMO! E aproveitei e criei um segundo projeto, o CURSO DE TREKKING!

 

Dessa vez aumentei e modernizei o conteúdo e o formado, baseando os dois projetos em cursos profissionalizantes do gênero que rolam na Europa – onde guias profissionais de MTB e montanhismo leve são requisitados por clubes, municípios, estações de esqui no inverno e no verão, escolas, etc. Também Criei muita coisa nova, totalmente inédita, adaptada à realidade brasileira…

Os dois cursos têm dois níveis – básico e avançado – e cada um tem seu processo de pós-graduação, bem dinâmico, interessante e criativo, que nada mais é do que uma minuciosa lista de atividades que o aluno tem que cumprir, comprovar e apresentar em forma de palestra, ou um tipo TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) para um público de amigos, companheiros de curso e convidados. Isso porque MTB, cicloturismo e trekking não são matérias teóricas e o que conta de verdade é a prática! É como se fosse um curso universitário de MTB e Cicloturismo e outro de Trekking!

Nível Básico (Líder de MTB) do CURSO DE MOUNTAIN BIKE E CICLOTURISMO ensina de forma prática assuntos essenciais como:

1. A mountain bike, seus componentes e itens de segurança
2. Ajustes, limpeza, manutenção e transporte da bike
3. Ética, código de conduta e compromissos morais
4. Procedimentos básicos de emergência
5. Técnicas, conceitos e equipamento de cicloturismo
6. Condicionamento físico básico
7. Mecânica de emergência
8. Técnicas de pilotagem

Nível Avançado (Explorador em MTB) tem o seguinte conteúdo resumido:

1. Mínimo impacto, RRRR, preservação, recuperação e manutenção de trilhas
2. Ética, liderança, segurança e sustentabilidade
3. Técnicas, conceitos e equipamento para cicloexpedições
4. Navegação, orientação e uso da tecnologia GPS
5. Introdução a técnicas de primeiros socorros em áreas remotas
6. Consolidação de técnicas de pilotagem

 

Nível Básico (Líder de Trekking) aborda os seguintes tópicos:

1. Ética, código de conduta e compromissos morais
2. Técnicas de mínimo impacto ambiental
3. Equipamento básico, essencial, recomendado e opcional
4. Técnicas de deslocamento em ambiente natural
5. Técnicas de acampamento
6. Navegação e orientação:
7. Procedimentos básicos de emergência
8. Condicionamento físico básico

Já o Nível Avançado (Explorador em Trekking) ensina:

1. Impacto zero, RRRR, preservação, recuperação e manutenção de trilhas
2. Ética, liderança, segurança e sustentabilidade
3. Técnicas, conceitos e equipamento para trekking de exploração
4. Conceito, técnicas e equipamento de Ultralight Trekking
5. Conceito, técnicas e equipamento de “Trekking de Grandes Distâncias”
6. Navegação, orientação e uso da tecnologia GPS em exploração
7. Introdução a técnicas de primeiros socorros em áreas remotas

Cada módulo dura um fim de semana, começando na sexta à noite. As turmas são limitadas a oito alunos. As aulas são essencialmente práticas, inclusive realizadas em trilhas e com acampamentos nos niveis avançados!

A idéia, bem original, de chamar os níveis básicos de “Líder de MTB” e “Líder de Trekking”, é um diferencial da nomenclatura comum por aí, de chamar de “Guia” alguém que se prepara em atividades de aventura. Na minha visão, mais importante que tornar-se um guia (alguém que sabe o caminho) é se tornar um líder – alguém com conhecimento, habilidades técnicas e domínio tecnológico para assumir compromissos maiores, ocupar um lugar de destaque, incentivar e liderar outras pessoas em trilhas.

Quem se forma nos níveis avançados se torna “Explorador em MTB” e “Explorador em Trekking”. Isso quer dizer que seus horizontes se estenderam a ponto da pessoa não se limitar mais ao conhecido e passar a explorar o desconhecido (utilizando os conceitos, técnicas e domínio tecnológico que o curso fornece), sozinho ou à frente de um grupo. Esse, ao meu ver, é o verdadeiro espírito da aventura!

Para mais informações, inclusive o detalhamento minucionso do conteúdo dos dois cursos, visitem as respectivas páginas dos cursos aqui no blog, clicando nos links abaixo…

CURSO DE MOUNTAIN BIKE E CICLOTURISMO
CURSO DE TREKKING
Abraços,
Guilherme Cavallari
clubedaaventurakalapalo.blogspot.com

 

fotos: Guilherme Cavallari

Mundial de Ciclismo de Pista 2011

O campeonato mundial de ciclismo de pista teve sua primeira edição em Chicago no ano de 1893. Durante os 100 anos seguintes, amadores e profissionais competiram em eventos separados. Desde 1993 as duas categorias passaram a correr juntas em corridas aberta. Todos os competidores são selecionados pela Federação de Ciclismo de seu país. O Campeonato Mundial de Ciclismo de Pista foi sediado na Holanda pela última vez em 1979. O evento foi realizado no Estádio Olímpico de Amsterdam.

Esse ano a competição ocorre no Centro de Esportes Multifuncional Omnisport Apeldoorn entre os dias 23 e 27 de Março. O evento está sendo transmitido pela SporTV. Veja a programação

Para mais informações, visite os sites:

WorldChampTrackCycling

Programação

Vejam os primeiros dos primeiros dias de competição:

Dia 1

Dia 2

4ª Copa de Mountain Bike DownHill – Salto/SP

Entre os dias 8 e 10 de abril, no Complexo Turístico de Lavras, será realizada a 4ª Copa de Mountain Bike DownHill Desafio da Santa. O evento acontece na cidade de Salto – SP.

Desde 2008, com o objetivo de incentivar o turismo sustentável na cidade, é realizada a Copa de Mountain Bike Downhill. O evento cresceu, ganhou projeção internacional e hoje faz parte do calendário oficial da Confederação Brasileira de Mountain Bike Downhill.

Esse ano, um equatoriano e quatro chilenos participarão da competição. São eles: Mario Jarrin (EQU) – campeão da Descida das Escadas de Santos 2011 -, Antonio Leiva (CHI), Kike Genova (CHI), Juan Pablo Valverde (CHI) e Veronica Miranda (CHI). Além de renomados atletas brasileiros como: Wallace Miranda, Djone Fornari e Luana Oliveira

Percurso

As trilhas selecionadas envolvem trechos em meio à mata nativa, em torno do rio Tietê, e iniciam-se em uma das maiores esculturas já construídas no país: o Monumento à Nossa Senhora do Monte Serrat.

Os pilotos descerão pela rampa em caracol (que fica no entorno da Santa), passarão por obstáculos surpresa e entrarão no Parque de Lavras. Somente após muitas barreiras naturais, o trajeto de aproximadamente 650m termina, na sede da antiga usina hidrelétrica que dá nome ao parque, às margens do rio.

Programação

  • 8 de abril (sexta-feira)

Treinos livres – 10 às 18 horas

  • 9 de abril (sábado)

Treinos livres – 9 às 18 horas

Confraternização entre pilotos – 20 horas

  • 10 de abril (domingo)

Treinos livres – 8 às 10 horas

Início da prova – 10h30

Premiação – 12 horas

fonte: Itu.com


Nuvem de tags