Posts marcados ‘primeiro’

Tour de France: Curiosidades

O Tour de France é uma corrida cheia de histórias e fatos curiosos, fizemos aqui um resumos das informações mais relevantes da história do Tour, desde seu início em 1903.

Curiosidades do Tour de France

Históricas
  • O primeiro Tour ocorreu em 1903 e foi criado por um Jornal: L`Auto;
  • A Camisa Amarela faz referências a cor das páginas do L’Auto;
  • O último colocado do primeiro Tour de France, chegou mais de 64 horas depois do primeiro colocado;
  • Nos primeiros anos, os ciclistas não podiam ter nenhum tipo de ajuda de ninguém;
  • As primeira montanhas a serem subidas foram o Tourmalet e o col d’Aubisque;
  • O primeiro caso de doping registrado foi em 1924, quando os irmãos Charles e Henri Pélissier contaram a jornalistas que tinham usado estruiquinina, cocaína, clorofórmio e aspirina antes da prova;
  • A primeira cobertura ao vivo da prova ocorreu em 1958;
  • No começo, os ciclistas acreditavam que fumar e consumir bebidas alcoólicas melhoravam o desempenho.
Maiores vencedores de etapas
  1. Eddy Merckx (Bel) – 34 vitórias
  2. Bernard Hinault (Fra) – 28 vitórias
  3. André Leducq (Fra) – 25 vitórias
  4. Lance Armstrong (EUAl) – 22 vitórias
  5. André Darrigade (Fra) – 22 vitórias
  6. Nicolas Frantz (Lux) – 20 vitórias
  7. François Faber (Lux) – 19 vitórias
  8. Jean Alavoine (Fra) – 17 vitórias
  9. Jacques Anquetil (Fra) – 16 vitórias
  10. René Le Greves (Fra) – 16 vitórias
  11. Charles Pelissier (Fra) – 16 vitórias
  12. Mark Cavendish (UK) – 15 vitórias
  13. Freddy Maertens (Bel) – 15 vitórias
  14. Philippe Thys (Bel) – 13 vitórias
  15. Louis Trousselier (Bel) – 13 vitórias
  16. Gino Bartali (Ita) – 12 vitórias
  17. Mario Cipollini (Ita) – 12 vitórias
  18. Miguel Indurain (Esp) – 12 vitórias
  19. Robbie McEwen (Aus) – 12 vitórias
  20. Erik Zabel (Alm) – 12 vitórias
  21. Jean Aerts (Bel) – 11 vitórias
  22. Louison Bobet (Fra) – 11 vitórias
  23. Raffaele Di Paco (Ita) – 11 vitórias
  24. Maurice Archambaud (Fra) – 10 vitórias
  25. Charly Gaul (Lux) – 10 vitórias
  26. Walter Godefroot (Bel) – 10 vitórias
  27. Gerrie Knetemann (Hol) – 10 vitórias
  28. Antonin Magne (Fra) – 10 vitórias
  29. Henri Pelissier (Fra) – 10 vitórias
  30. Jan Raas (Hol) – 10 vitóriaa
  31. Joop Zoetemelk (Hol) – 10 vitórias
Países mais vitoriosos (etapas)
  1. 655  França
  2. 454  Bélgica
  3. 249  Itália
  4. 152  Holanda
  5. 104  Espanha
Vitórias mais apertadas
  1. 1989 – Greg LeMond – Laurent Fignon – 8 seg
  2. 2007 – Alberto Contador – Cadel Evans – 23 seg
  3. 2006 – Óscar Pereiro – Andreas Klöden – 32 seg
  4. 1968 – Jan Janssen – Herman Van Springel – 38 seg
  5. 2010 – Alberto Contador – Andy Schleck – 39 seg
  6. 1987 – Stephen Roche – Pedro Delgado – 40 seg
  7. 1977 – Bernard Thévenet – Hennie Kuiper – 48 seg
  8. 1964 – Jacques Anquetil – Raymond Poulidor – 55 seg
  9. 2008 – Carlos Sastre – Cadel Evans – 58 seg
Records de Velocidade
  • Estágio mais rápido – 1999 de Laval para Blois (194,5 km) – Vencedor: Mario Cipollini, com média de 50,355 km/h;
  • CRI mais rápido –  David Zabriskie  no 1• est. de 2005, de Fromentine para Noirmoutier-en-l’Ile (19 km) média de 54,676 km/h;
  • Prólogo mais rápido – Chris Boardman no prólogo de 1994 em Lille-Euralille (7,2 km), com média de 55,152 km/h;
  • CR por Equipes mais rápido – A equipe Discovery Channel em 2005, de Tours and Blois (67,5km), com média de 57,32 km/h.
Fugas Incríveis
  • A mais longa: Albert Bourlon em 1947 andou sozinho 253km e chegou 16m na frente do pelotão;
  • Distância do pelotão: José-Luis Viejo, chegou 22 m 50s na frente do pelotão em 1976;
  • A mais recente com mais de 200k: Em 1991, Thierry Marie andou 234 km escapado em 1991.
Fatalidades
  • 1910: Adolphe Helière, Corredor francês se afogou na Riviera Francesa durante um dia de descanso;
  • 1935: Corredor espanhol Francisco Cepeda caiu de um penhasco no Col du Galibier;
  • 1967: 13 Julio, Estágio 13: Tom Simpson morreu de ataque cardíaco durante a subida do Mont Ventoux. Foi achado Anfetamina no bolso e no sangue de Simpson;
  • 1995: 18 Julio, Estágio 15: Fabio Casartelli caiu a 88 km/h descendo o Col de Portet d’Aspet.

Tour de France: A história da maior corrida de ciclismo do mundo.

Daqui a exatamente 1 mês, no dia 2 de Julho de 2011, começará a maior festa do ciclismo mundial, o Tour de France! Hoje, o Tour é o segundo evento esportivo mais assistido do mundo, só perdendo para a Copa do Mundo de Futebol. É praticamente uma religião para os franceses e para muitos países na Europa.

Como começou o Tour de France

O Tour de France foi criado em 1903, pelo jornalista Henri Desgrange, fundador do Jornal L’ Auto (atual L’Equipe), que utilizou a idéia de um de seus funcionários, Géo Lefèvre, que acreditava que ao realizar uma prova de ciclismo poderia aumentar a circulação do jornal.

Henri Desgrange aproveitou a idéia de Lefèvre, para fazer concorrência aos jornais Le Petit Journal e Le Vélo, que patrocinavam as corridas Paris-Brest-Paris e Bordeaux-Paris.

O Primeiro Tour de France

A primeira edição do Tour de France teve sua largada em Montgeron, em frente ao café Reveil Matin na periferia de Paris, às 15:16 do dia 1 de Julho de 1903 e terminou em Ville d’Avray, nos arredores de Paris, em frente ao Restaurant du Père Auto. Foram realizadas 5 etapas ligando Paris, Lyon, Marselha, Toulouse, Bordeaux e Nantes. Maurice Garin foi o vencedor do primeiro Tour de France, que terminou no dia 19 de julho, com média de 25,68km/h.

Por volta de 60 ciclistas participaram da primeira edição do Tour, somente 21 terminaram. O último colocado chegou 64 horas após o primeiro.

Maurice Garin

Nessa época, o Tour era a pior prova de sobrevivência que existia. Os ciclistas dormiam na beira das estradas, eram proibidos de receber qualquer assistência. No segundo ano do Tour em 1904, vários atletas foram desclassificados por pegar carona em um trem em parte do percurso.

O Tour vem sendo disputado anualmente desde então, somente durante os anos da Primeira e Segunda guerra, não foram realizadas edições da prova.

As montanhas

A primeira vez que o Tour passou por uma montanha, foi em 1910, nos Pirineus. Nesse ano, os ciclistas passaram por duas montanhas, o col d’Aubisque e o Tourmalet. Na época, o percurso que os atletas utilizaram eram caminhos não pavimentados, utilizados por mulas no transporte de cargas. Agora imaginem, subir 20 km de montanhas não pavimentadas, em bicicletas pesadíssimas, sem marchas, de pinhão fixo, sem apoio nenhum, com sacos de ferramentas pendurados o guidão e pneus sobressalentes envolta do tórax.

Quando Octave Lapize, um dos primeiros ciclistas a chegar no topo, cruzou a linha de chegada (andando), ele gritava: “Vocês são assassinos, vocês são assassinos malucos!”. Em protesto a organização da prova, por fazê-los passar por um sofrimento tão grande. Mas a organização da prova apostou a idéia e no ano seguinte, os Alpes foram incluídos no percurso do Tour de France.

Equipes e a Caravana Publicitária.

Em seu início, o Tour de France era uma corrida individual e qualquer pessoa que quisesse, poderia participar e foi assim até o ano de 1930, quando a primeira equipe se formou, a Alcyon. A partir de então os turistas e amadores foram afastados do Tour e as equipes nacionais passaram a competir. As disputas entre as equipes nacionais, que eram que continham números de atletas variados, seguiram até 1961. No começo as equipes podiam substituir membros no meio da competição, se alguém se machucasse, a equipe podia trocar seu ciclista por outro que não estava participando da corrida

Com a aumento de participantes com o surgimento das equipes, passou a ficar muito caro a acomodação e estrutura para acompanhar os atletas, os organizadores da prova precisavam de uma forma de financiar o evento. Foi quando as caravanas publicitárias começaram a surgir. Era praticamente um desfile de carnaval atrás do pelotão. Empresas privadas pagavam 50.000 francos para a organização da prova, para poder participar da caravana, que era composta de caminhões alegóricos, shows de malabarismo, acrobacias, motos e etc. Essas caravanas continuaram a acompanhar o Tour até a metade dos anos 60, quando surgiu a televisão e as propagandas televisivas.

Classificação por Camisas

A Camisa Amarela – Classificação Geral

A Camisa Amarela é data para o ciclista que possui o menor tempo acumulado com o passar das etapas. O primeiro camisa amarela da história, foi Eugène Christophe, em 1919. A idéia era vestir o líder com uma camiseta de cor diferente, para localizá-lo no pelotão facilmente. A cor amarela faz referência a cor das páginas do Jornal L’Auto, onde trabalhava o fundador do Tour de France.

Camisa Verde – Classificação por Pontos

No aniversário de 50 anos do Tour, em 1953, começou a competição por pontos, na época foi batizada de Grand Prix du Cinquentenaire. O primeiro ciclista a vencer a camisa verde foi Fritz Schaer. A pontuação era atribuída por vencedores de etapas e não por tempo. Posteriormente foram acrescentadas as metas volantes, sprints intermediários no percurso, que valiam pontos para a camisa verde.

Camisa Branca com bolinhas – Reis das Montanhas.

Premiação para os melhores da montanha foram estabelecidas desde 1934, porém a Camisa Branca com bolinhas só foi criada em 1975. Pontos são atribuídos a competição de montanha, para o ciclista que chegar primeiro no topo da montanha. O primeiro a utilizá-la foi Lucien Van Impe.

Camisa Branca – Classificação Geral para Jovens ciclistas

A Camisa Branca funciona exatamente como a Camisa Amarela, porém somente para ciclistas com menos de 25 anos. A competição para ciclistas jovens começou desde 1975, porém a Camisa Branca só foi utilizada a partir do ano 2000.

Nuvem de tags