Posts marcados ‘preço’

Tecnologia em duas rodas: Shimano Ultegra 2012 DI2- Eletrônico

Mais um eletrônico na família

A Shimano, oficialmente, adicionou um segundo grupo eletrônico a sua linha de produtos para bicicletas de estrada. O Ultegra DI2 é uma versão do câmbio eletrônico, um pouco mais acessível do que do Dura-Ace DI2. De acordo com a publicação de imprensa feita pela Shimano, o preço de mercado do novo câmbio, será ligeiramente menor do que o preço da versão mecânica do Dura-Ace.

O Ultegra DI2 terá inclusive uma vantagem sobre o Dura-Ace DI2. O sistema de cabos do Dura-Ace, possui 4 cabos, enquanto do Ultegra possui somente dois cabos, deixando um visual mais clean na bike e simplificando a instalação dos cabos pela bicicleta.

Muitos dos componentes de carbono foram substituídos por alumínio, porém a aparência é praticamente a mesma. A bateria e a forma de colocação também são idênticas. O Ultegra também é totalmente compatível com os quadros configurados para Dura-Ace DI2.

Os passadores de marcha são bem parecidos. A única diferença é a borrada que reveste a manete, na versão Dura-Ace possui uma textura cheia de bolinhas. Na versão Ultegra, a borracha é lisa como as versões tradicionais da Shimano. O peso dos passadores é de 313g o par.

Dicas de compras: Óculos Oakley

A Oakley

A Oakley é uma das mais famosas marcas de óculos do mundo, produzindo óculos de diversos estilos e com diferentes finalidades. A qualidade de seus óculos é realmente muito boa, não é atoa que grande parte dos ciclistas profissionais utilizam óculos Oakley. Fizemos abaixo uma descrição dos principais modelos da Oakley para ciclismo.

Radar

O Oakley Radar é o óculos esportivo mais famoso da marca. Atletas ganharam mais campeonatos e medalhas utilizando este óculos, do que com qualquer outro equipamento esportivo. Todas as lentes do Radar possuem a tecnologia Hydrofobic™, que repele água, suor e óleo, evitando que a lente se suje em condições de suor extremo, chuva ou sujeira na pista.

É um óculos bastante leve, possui uma estrutura reduzida, não possuindo armação inferior. A lente, que é uma peça única, é presa somente pela parte superior do óculos e pela parte centrar (onde encosta o nariz). O Radar possui dois tamanhos de lentes, uma grande e uma pequena. A pequena tem suas laterais rentes ao óculos, enquanto a grande se estende um pouco pela lateral do óculos. Também possuem a opção de serem ventiladas ou não.

Preço: A partir de 160 dólares, ou 500 reais

Jawbone

Um dos últimos lançamentos da Oakley, o Jawbone tem ganhado muitos adeptos no ciclismo. Ele possui uma estrutura diferente dos óculos de ciclismo convencionais, que na sua maioria, não possuem armação inferior. A lente do Jawbone é circundada por uma armação quadrada, que possui um sistema pivotante, permitindo com que a parte inferior da armação se abra e a lente seja facilmente trocada. Daí vem o nome Jawbone, ou mandíbula em português, pois o sistema pivotante se assemelha ao osso de uma mandíbula.

O Jawbone foi o óculos utilizado por Lance Armstrong no final de sua carreira em 2010, possuindo um modelo dedicado ao ciclista, com a parte inferior amarela.

A aparência do Jawbone, dependendo da cor, é parecida com óculos convencionais e não destinados a esporte, o que traz um charme para o óculos. Suas lentes também possuem a tecnologia Hydrofobic™ do Radar, e podem ser ventiladas ou não.

Preço: A partir de 200 dólares, ou 600 reais

Flak Jacket

O Flak Jacket não é tão famoso quanto os outros dois citados acima, mas é um excelente óculos e a opção escolhida por muitos ciclistas. É a opção mais leve dos três, possuindo lentes removíveis e presas somente pela parte de cima da armação. Também é um modelo menor, se encaixando melhor no rosto, porém oferece um pouco menos de proteção.

O Flak Jacket também é a opção mais barata dos três, sendo um excelente custo-benefício para quem que um óculos de excelente qualidade mas por um preço acessível. Assim como os outros modelos a tecnologia Hydrofobic™ oferece lentes limpas em condições adversas.

Preço: A partir de 150 dólares, ou 400 reais

Todos os Oakley

Todos os óculos da Oakley oferecem lentes das mais variadas cores e modelos, além de um serviço de customização, que permite que você crie, pelo site marca, um modelo único. A empresa também oferece um excelente serviço de garantia.

Rodas Top – Estrada: Mavic Cosmic Carbone Ultimate

A Mavic é sinônimo de produtos de excelente qualidade. Roupas, acessórios e equipamentos da Mavic são todos de muito bons. Mas a marca é famosa mesmo pelas excelentes rodas que produz. Sempre muito resistentes e duráveis, as rodas Mavic, mesmo em seus modelos mais simples, possuem altíssima qualidade. Dão pouca manutenção, são difíceis de empenar e são bastante rígidas. Portanto se um dia comprar uma roda Mavic, com certeza não vai se arrepender.

A Cosmic Ultimate é a melhor roda da Mavic, ela é utilizada por várias equipes do Pro Tour e tem demonstrado muitos resultados. Um deles foi Mundial UCI do ano passado. Vejam porque ela tão boa:

Tecnologias da Ultimate

Tubular toda em Carbono

Aro, raios, cubo, tudo em carbono! A Ultimate é feita 100% em carbono, tranformando-a em uma roda extremamente leve, pesando somente 1185 gramas o par.

Raios

Os raios de carbono da Ultimate não são nem um pouco convencionais. São raios largos de 40 mm em forma de lâmina e são fundidos com o aro, ou seja, não podem ser trocados, nem ajustados, nem nada! Teoricamente a roda não empena, portanto não é necessários ajustar os raios.

Os raios são montados, como a Mavic batizou de, Rim to Rim (aro a aro). Cada raio atravessa a roda inteira (veja a imagem acima), diminuindo pela metade a quantidade de raios e  spoke ends. Resultados:

  • Diminui o peso;
  • Melhor aerodinâmica;
  • Os raios não folgam e a roda não empena;
  • Aumenta a rigidêz, uma vez que diminui a quantidade de parte móveis na roda;
  • Com a redução dos Raios, também são diminuídas as chances de quebra.

Rigidêz

A Ultimante é considerada a roda mais rígida do mercado. Os raios largos de 40mm, roda traseira assimétrica, perfil alto e os spokes feitos em carbono deixam a roda extremamente rígida. Aumentando muito a agilidade e capacidade de resposta da roda.

FTS-L (Force Transfer System Light)

O principal sistema de transmissão de força da roda é reforçado (imagem ao lado). A área de contato entre a roda e o hub body é reforçada com duas peças de aço inoxidável. Todo o cubo é extremamente leve e forte, melhorando a eficiência transmissão de força para toda roda.

QRM+ (Qualité de Roulements Mavic +)

Trata-se do conjunto de rolamentos de alta tecnologia da Ultimate. Rolamentos selados, com um sistema de micro-ajuste que permite rapidamente ajustar a roda de acordo com a performance desejada. “Precision Free” deixar a roda um pouco mais solta, com o máximo de fluidês e velocidade, ou “High Precision” rodas um pouco mais justas, para encarar treinos com chuva, neve ou qualquer clima.

Especificações

Compatibilidade

  • Pneu: tubular
  • Compatível até com tamanho: 28″ Tubular
  • Recomenda-se Pneus de: 19 to 28 mm

Peso

  • Roda Dianteira: 520 gramas
  • Roda Traseira: 665 gramas
  • Par de rodas com Pneu (WTS): 1765 gramas
  • Roda da frente com pneu: 810 gramas
  • Roda traseira com pneu: 955 gramas
Preço

Aproximadamente US$ 3.000

Imagens: Mavic

As Tops da Estrada: Trek Madone 6.9 SSL

Trek Madone 6.9 SSL

Pode se dizer que a Trek Madone possui um currículo invejável. Ela carregou o vencedor de 9 dos últimos 11 Tour de France. Um pedigree e tanto! Hoje ela é a bicicleta oficial de duas grandes equipes do ProTour, a Trek Leopard e RadioShack.

O modelo SSL

Em 2011 a Trek lançou a variante SSL para a família Madone Série 6. O modelo é 100g mais leve do que o do ano anterior. Dessas 100g, 50g foram retiradas do quadro, 30g foram reduzidos com um novo processo de pintura e 20g no garfo.

Com essas alterações o quadro do tamanho 56 pesa somente 815g. Incrivelmente leve. A Trek diz que essa diminuição no peso não sacrificou rigidez ou durabilidade. De acordo com a empresa, o nova fibra de carbono HexSL é 10% mais resistente e rígida do que o OCLV Red blend utilizado anteriormente, dessa forma permitiu a diminuição do peso, sem sacrificar a qualidade da bicicleta.

Outra inovação é o movimento central BB90. Mais largo e com peças integradas, reduz a quantidade de peças móveis, deixando a bicicleta mais leve e por ser mais largo, faz com que a rigidez da bicicleta aumente. Vejam a imagem ao lado.

A  Tecnologia Trek

A Trek utiliza materiais com um nível muito alto de tecnologia. O fato de ter a fábrica localizada nos Estados Unidos, facilita o teste e utilização de diversos materiais desenvolvidos por faculdades e centros de pesquisa espacial na fabricação de suas bicicletas.

Para se ter uma idéia, no laboratório da Trek em Waterloo, Estados Unidos, que é o maior em pesquisas de carbono de bicicleta do mundo, a empresa possui uma equipe de 37 engenheiro de carbono responsáveis por desenvolver, testar e analisar as fibras de carbono utilizadas em suas bicicletas.

O carbono HexSL, é a primeira fibra de carbono industrial que conseguiu aumentar significativamente a rigidez e resistência ao mesmo tempo. Vejam a comparação entre os carbono utilizados pela Trek ao lado.

Customização e Fiting

Uma opção interessantíssima que a Trek traz para seus clientes é o chamado Project One. No próprio site da Trek, é possível modificar a bicicleta toda. Cor, componentes, grupo e até escrever mensagens pessoais na bicicleta.

São 24 cores diferentes, pode-se escollher as rodas, pneus, mesas, guidões, fita de guidão, canote, banco e headset, sendo que cada um desses existem pelo menos 10 opções para escolher. Também pode se escolher entre mais de 20 opções de grupos e cores de cabeamento. A variedade de estilos é incrível, é possível customizar a bicicleta nos mínimos detalhes.

Para se adaptar ao maior número de clientes, a Madone 6.9 possui três geometrias diferentes: H1, H2 e H3.

A H1 possui uma posição mais aerodinâmica com uma frente mais baixa, boa para atletas com bastante flexibilidade.

A H2 possui a frente um pouco mais elevada e fornece uma posição um pouco mais confortável.

A H3 e ideal para quem quer poupar as costas e o pescoço, ela possui uma posição ainda mais elevada e com algumas modificações de geometria para manter a estabilidade da bicicleta.

Preços

O preço da Madone 6.9 com a configuração padrão com Shimano Dura-Ace e Rodas Bontrager Race XXX Lite, custa US$8.714,99. As adaptações podem aumentar ou diminuir o valor. No site, quando as alterações são feitas o novo preço já é calculado.

Imagens

fotos: James Huang e Trek

Nuvem de tags