Posts marcados ‘Plano’

Tour de France – Informações sobre a 14ª Etapa: Duro, muito duro!

Uma das mais difíceis de 2011

A próxima etapa que o Tour vai percorrer 168km entre as cidades de Saint-Gaudens e Plateau de Beille e será uma das mais difíceis desse ano. Serão 5 metas de montanha e a chegada em uma subida Fora de Categoria (HC), a Plateau de Beille, uma subida com 15,8km de extensão e 7,9% de inclinação média, que começará no km 152.

As subidas do dia

  1. Km 25,6 – Col de Portet-d’Aspet (Cat. 2) – 4,3km – 9,7%
  2. Km 62,5 – Col de la Core (Cat. 1) – 14,1km – 5,7%
  3. Km 94 – Col de Latrape (Cat. 2) – 5,6km – 7,2%
  4. Km 109 – Col d’Agnes (Cat. 1) – 10km – 8,2%
  5. Km 118 – Port de Lers (Cat. 3) – 3,8km – 5,5%
  6. km 168,5 – Plateau de Belle (HC)  – 15,8km – 7,8%

O Plateau de Belle

Essa subida é famosa por ser uma espécie de vestibular para o vencedor do Tour de France. Desde de 1998 quando a montanha foi incluída no Tour e Marco Pantani foi o vencedor, todos os ciclistas que venceram e etapa do Plateau foram os vencedores do Tour. Vamos ver quem passa em primeiro na próxima etapa!

Vejam as informações dessa subida

Informações sobre a etapa

Mapa

Altimetria

Tour de France – Informações sobre a 13ª Etapa: Mais montanhas pela frente

E continuamos subindo…

A Etapa de amanhã sairá da cidade de Pau e percorrerá 153 km até a cidade de Louders. Durante o trajeto os ciclistas passarão por três subidas, duas bem pequenas e bem inclinadas e uma montanha gigante! Porém, diferente da etapa anterior, que passou pelo Tourmalet e Ardiden, essa etapa não chegará em uma subida. O topo da última subida está a 42km do final da etapa.

Com 43,5km teremos a primeira subida do dia, a Côte de Cuqueron (Cat.3) que é um “top” de 1,5km no 8,1% de inclinação média. A próxima subida está no km 65, a Côte de Belair(Cat.4) é ainda mais curta, tem só 1km e 8,3% de inclinação média.

O Col d’Aubisque

O grande obstáculo do dia será o Col d’Aubisque, uma montanha Fora de Categoria (HC), com 16,4km de extensão e 7,1% de inclinação média. O topo da montanha está no km 110 da etapa. Provavelmente o pelotão será quebrado em vários pedaços durante a montanha e provavelmente teremos mais grandes mudanças na Classificação Geral.

A etapa de amanhã será excelente para ciclistas especialistas em fuga, os sobreviventes da subida terão de suportar 42km de descidas e plano antes da chegada após passar o Aubisque. Vamos ver como os favoritos para vencer o Tour vão se sair na etapa, uma vez que fizeram muita força na última etapa que passou por três montanhas duríssimas!

Fato interessante

Na descida do Aubisque, em 1951, o ciclista Van Est caiu de um penhasco depois de ter um pneu furado. Incrivelmente o ciclista só teve alguns ferimentos leves, mesmo tendo caído muitos metros montanha abaixo. Os ciclistas e mecânicos se juntaram e fizeram uma corda de pneus entrelaçados e conseguiram resgatar o ciclista.

Informações sobre a etapa

Mapa

Altimetria

Tour de France – Informações sobre a 12ª Etapa: Chegamos a Cordilheira dos Pirenéus!

Agora o bicho vai pegar!

Para muitos ciclistas, o Tour de France começa na 12ª etapa, quando a competição chega a Cordilheira dos Pirenéus (ou menos corretamente Pireneus ou Pirineus). A partir da próxima etapa, vamos ter muitas montanhas pela frente e as mudanças decisivas na Classificação Geral vão começar a acontecer.

Os próximo estágio será dificílimo! Serão 211 km entre Cugnaux e Luz Ardiden, com três grandes montanhas no meio do caminho. Para começar o sofrimento os ciclistas passarão pela Hourquette d’Ancizan (Cat.1), a subida tem 9,9km de extensão 7,5% de inclinação média.

Tourmalet e Luz-Ardiden

Assim que descerem a Ancizan, os ciclistas já chegam no pé do monstro! O temido e histórico Tourmalet. Nada mais nada menos que a primeira subida a ser incluída no Tour de France em 1910. O Col du Tourmalet (HC) tem 17,1km de extensão e 7,3% de inclinação média. É SUBIDA PRA C@X*&$%!!!

E para quem ainda estiver vivo, assim que descerem o Tourmalet começa a terceira e última montanha do dia. Na Luz-Ardiden (HC) com 13,1km de extensão e 7,4% de inclinação. Essa subida ganhou história após ter sido palco de grandes disputas do Tour de France, como em 1985 quando Greg LeMond, por pedido do chefe de equipe, não venceu a etapa sobre Bernard Hinault. Ou em 2003, quando Lance Armstrong sofreu uma queda após se enroscar no chapéu de uma torcedora e mesmo assim venceu a etapa. Vejam os vídeos dessas disputas abaixo!

1985 – Bernard Hinault e Greg LeMond

2003 – Lance Armstrong vence etapa após queda!

Informações sobre a etapa

Mapa

Altimetria

Tour de France – Informações sobre a 11ª Etapa: Mais uma etapa “plana”

Considerada plana, mas com duas subidas

Esse ano, a organização do Tour resolveu diminuir o número de etapas completamente planas, que com certeza vão para a chegada compacta. Vários estágios que são considerados como etapas planas, na verdade possuem algumas subidas fáceis e médias (Categorias 4 e 3).

A próxima etapa terá essa característica. Serão 168km com duas subidas. A primeira será no km 28,5, a Côte de Tonnac possui 3,6km de extensão e 4,9% de inclinação. A segunda será mais próxima do final, no km 135,5 teremos a Côte de Puylaurens, subida de categoria 4 com 4,2km e 3,8% de inclinação média.

A última subida do dia fica a 30km do final da etapa, se os sprinters não conseguirem ficar no grupo, suas equipes poder tentar recolocá-los no grupo. Vamos ver o que acontecerá!

Informações sobre a etapa

Mapa

Altimetria

Tour de France – Informações sobre a 10ª Etapa: Após o descanso, algumas subidas

Voltando após o dia de descanso.

Após o primeiro dos dois dias de descanso que o cruel Tour de France dá para seus atletas. A competição volta com um percurso de distância de 158km e 4 subidas, mas nada assustador, serão duas subidas de categoria 3 e duas subidas de categoria 4.

A etapa sairá da cidade de Aurillac em direção a cidade de Carmaux, cidade que até recentemente girava em torno da mineração de carvão. Essa é a primeira vez que o Tour passará pela cidade de Carmaux. O pelotão passará por muitas estradas estreitas e tortuosas, incluindo algumas pontes que só permitem a passagem de um carro por vez.

Como as subidas não são muito fortes, existem uma pequena possibilidade de que a etapa vá para a chegada. Se os sprinters sobreviverem.

Informações sobre a etapa

Mapa

Altimetria

Tour de France – Informações sobre a 9ª Etapa: Oito montanhas! Será que vai ser duro?

3 Categoria 2, 3 Categoria 3 e 1 Categoria 1

Na próxima etapa teremos uma etapa bastante longa, com 208km entre as cidades de Issoire e Saint-Flour e muuuuuitas subidas. No total, serão 3658 metros de ganho de elevação. Serão três subidas de categoria 3, três de categoria 3 e duas de categoria 4, sendo que uma delas é a chegada!. São as seguintes subidas:

  • Cat. 3: Côte de Massiac – Km 43,5. Com 3,4 km e 6,2%;
  • Cet. 2 :Col du Pas de Peyrol (Le Puy Mary) – Km 99,5. Com 7,7 km e 6,2%;
  • Cat. 2: Col du Perthus – Km 116. Com 4,4 km e 7,9%;
  • Cat. 3: Col de Cère – Km 127,5. Com 2,9 km e 6,3%;
  • Cat. 3: Côte de la Chevade – Km 139,5. Com 3,0 km e 7,9%;
  • Cat. 2: Col de Prat de Bouc (Plomb du Cantal) – Km 154. Com 8,0km e 6,1%;
  • Cat. 4: Côte du Château d’Alleuze – Km 193. Com 2,0km e 4,9%;
  • Cat. 4: Saint-Flour Montée des Orgues – Km 208. Com 1,6 km e 6,1%.

Com esse monte de subidas, provavelmente teremos modificações na classificação geral e a chance de o dia terminar em fuga é enorme!

Informações sobre a etapa

Mapa

Altimetria

Tour de France – Informações sobre a 8ª Etapa: E começam as montanhas!

As primeiras montanhas do Tour

O final de semana começara com algumas subidas para os ciclistas. O percurso de 189km de extensão entre a cidade de Aigurande e Super-Besse Sancy, uma famosa estação de ski francesa, será praticamente toda subindo (vejam altimetria abaixo) além da leve acensão constante teremos quatro subidas categorizadas.

A primeira subida do dia é de categoria 4, será no km 65 e se chama Côte d’Évaux-les-Bains, com 1,7km de extensão e 6,2% de inclinação média. A próxima na lista é a de categoria 4, Côte du Rocher des Trois Tourtes no km 119, possui 1,3km de extensão e 4,6% de inclinação média. Depois, no km 164, chega a subida mais difícil do dia, a Col de la Croix Saint-Robert, com 6,2km de extensão e 6,2% de inclinação. A última montanha do dia é a chagada da prova, uma subida de categoria 3, com 1,5km de extensão é uma forte inclinação de 7,6%.

Nessa etapa, provavelmente ocorrerão diversas mudanças na Classificação Geral. Thor Hushovd, o atual líder da competição, dificilmente manterá a Camisa Amarela, uma vez que está somente 1 segundo na frente do segundo colocado e sua especialidade não são as subidas. Alberto Contador provavelmente deve tentar alguma coisa para recuperar o tempo perdido na primeira etapa, quando se envolveu em uma queda e perdeu 1:20 sobre os líderes.

Informações sobre a etapa

Mapa

Altimetria

Nuvem de tags