Posts marcados ‘Pinarello’

As Tops da Estrada – Pinarello Dogma 60HM1K

Dogma 60HM.1K

A Dogma 60.1 é uma obra de arte sobre duas rodas, desde a beleza de suas formas à tecnologia utilizada em sua construção. Veja as principais características de bicicleta incrível.

O carbono

O carbono utilizado na Dogma é o 60HM1K. A fibra utilizada para fazer a trama de carbono possui de 5-8 micromilimetros (milionésimo de milímetro) e é feita através da oxidação, pirólise e carbonização da poliacrilonitrila. É considerado o material com maior capacidade de suportar pressão no mercado. O 60HM significa que a fibra suporta 60 toneladas por polegada quadrada. O 1K significa 1000 fibras por centímetro quadrado. Por ser tão resistente, é possibilitada a utilização de menos material na fabricação, fazendo com que o quadro da Dogma pese apenas 900 gramas e seja extremamente rígido.

Outra tecnologia utilizada é a Taroyca Nanoalloy, nanotecnologia que praticamente faz com que o carbono se auto-regenere, evitando que microfissuras se transformem em rachaduras no quadro.

Assimetria

Bicicletas de corrida sofrem pressões de forma assimétrica em sua estrutura. Isso ocorre porque que o sistema de transmissão está todo localizado do lago direito da bicicleta. Essa força assimétrica causa torções no quadro que reduzem a quantidade de força transmitida dos pedais para o chão, ou seja, existe uma ligeira perda de velocidade. Além de causar pontos de estresse no quadro, que com o tempo acabam fragilizando a bicicleta.

Para solucionar isso a Pinarello fez modificações em partes específicas do quadro da Dogma, compensando as forças exercidas assimetricamente na bicicleta.

  1. A parte inferior esquerda do top tube é reforçada e compensa a força exercida pelo guidão.
  2. O garfo direito é consideravelmente maior do que o esquerdo, é tem um formato mais angulado.
  3. O seatstay direito é maior e mais forte que o esquerdo.
  4. Os chainstay direito é maior na parte traseira próximo ao cassete, já o esquerdo é maior na parte dianteira e se afina na parte traseira.

O resultado é a diminuição de pontos de estresse no quadro, como mostra a figura ao lado. As partes vermelhas do gráfico mostram as regiões onde o quadro sofre maior estresse. As partes azuis mostram as regiões onde não ocorre estresse. A diferença entre os pontos de tensão de um quadro comum e o da Dogma é gritante. Isso aumenta consideravelmente a vida útil de um quadro, além de aumentar muito a rigidez da bicicleta, maximizando a transmissão de força dos pedais para a roda.

Configurações

A Dogma pode ser pedida em 12 cores diferentes. Tamanha variedade dá ao comprador a possibilidade de escolher uma bicicleta que encaixa perfeitamente em seu gosto. Ela pode ser pedida com Shimano ou Campagnholo. Toda essa maravilha custa bem caro! Dependendo da configuração ela passa dos 15.000 dólares.

Vejam sobre a Pinarello Dogma em avaliação feita pela Bicycling Magazine.

Nuvem de tags