Posts marcados ‘Notícias’

Tour de France – Notícias: Cavendish e Hushovd são punidos após empurrões e cabeçadas

Mark Cavendish e Thor Hushovd perderam os pontos obtidos na meta volante do dia. Os juízes do Tour julgaram anti-desportivos o comportamento dos dois atletas durante a embalada para a chegada. Thor Hushovd mudou sua trajetória fechando Cavendish, esse revidou dando cabeçadas em Hushovd.

O diretor esportivo da HTC Rodolf Adag, declarou que a atitude de Hushovd foi imprudente, mas que Cavendish não podia ter revidado daquela maneira. A HTC não vai recorrer da decisão. Coma punição, Hushovd cai da 3ª para a 4ª colocação na disputa da Camisa Verde, Cavendish está na 9ª colocação.

Anúncios

Alberto Contador é parado por policiais, por treinar sem pisca-pisca.

Alberto Contador, da SaxoBank, três vezes vencedor do Tour de France e duas vezes vencedor do Giro d’Itália, foi parado pela polícia francesa enquanto treinava, à noite, nos Alpes. A polícia explicou que o ciclista não poderia treinar nesse horário, sem possuir os equipamentos de iluminação adequados.

Contador que está se preparando para o Tour de France, tentou explicar para o policial que o carro da equipe que o acompanhava, estava iluminado, portanto não havia problema. Mas de nada adiantou, o ciclista teve que guardar sua bicicleta no carro da equipe e voltar de carro.

Nesses países as regras valem para todos, independente de quem seja a pessoa. Parece até aqui no Brasil…

Agora é Oficial! Contador vai para o Tour de France

O Pistoleiro vai!

Alberto Contador  confirmou a sua presença na Volta da França. Em um evento dedicado a ele em sua cidade natal, Pinto, nos arredores de Madri, o ciclista disse que vai buscar a “Amarelinha”. Contador quer vencer Giro e Tour no mesmo ano. Feito que pouquíssimos na história conseguiram realizar, o último foi Marco Pantani em 1998.

Contador ainda não tem certeza se vai ser condenado ou não pela Comissão de Arbitragem do Esporte (CAS), após ter sido pego no exame anti-doping realizado no Tour de 2010. A audiência sobre seu caso será realizada após o Tour de 2011. Se Contador for condenado, ele pode perder os títulos do Tour de 2010, Giro de 2011 e Tour de 2011, se ele vencer.

Mas independente dessa questão jurídica, a presença de Contador no Tour, deixa a festa muito mais emocionante! Vamos ver o que Andy Schleck tem na manga para enfrentar “El Pitoleiro”!

Banco do Brasil reavalia patrocínio ao ciclismo

Matéria Folha.com

O Banco do Brasil reavalia a continuidade de seu patrocínio à CBC (Confederação Brasileira de Ciclismo).

A entidade que gere a modalidade no país é suspeita de falta de transparência em casos de doping e de não punir atletas que testaram positivo ao longo de 2010.

Ciclistas flagrados em exames feitos a pedido da UCI (União Ciclística Internacional) em competições internacionais realizadas no Brasil, no ano passado, estariam competindo normalmente sem terem sido punidos.

A modalidade tinha o Banco do Brasil como seu principal patrocinador desde 2009, mas o contrato encerrou-se em outubro do ano passado. O valor dos repasses anuais jamais foram revelados.

O departamento de esporte da instituição pedirá explicações à CBC e afirma que desconhecia os problemas.A polêmica atrapalha a renegociação. “A prorrogação do vínculo será reavaliada à luz dos novos fatos”, declarou oficialmente o banco.

Na sede da entidade, em Londrina (PR), dirigente confirma que os casos de doping existiram, mas os diretores foram desautorizados a falar em nome da entidade.

O presidente da CBC, José Luiz Vasconcellos, está na Colômbia, em um congresso.

“Todos os atletas que tiveram problemas foram julgados e penalizados. Estamos trabalhando dentro do regulamento internacional. Isso mostra seriedade no nosso trabalho”, disse, por e-mail.

“Entendemos que a divulgação dos [nomes dos] penalizados é um assunto pessoal do atleta. Nem o site da UCI informa os nomes dos punidos”, afirmou Vasconcellos.

Folha conversou ontem com um dos ciclistas envolvidos, que disse ter sido orientado pela confederação a não comentar sobre o assunto.

Ele não negou ter sido flagrado no exame antidoping, mas afirmou não ter recebido nenhuma notificação da UCI e continua competindo.

Pelo menos dois atletas que teriam testado positivo foram contemplados neste ano pelo programa Bolsa Atleta, do Ministério do Esporte. Receberam benefícios nas categorias internacional e nacional, que rendem R$ 1.500 e R$ 750 mensais, respectivamente.

A assessoria da pasta, em nota, disse que os repasses foram cortados. O ministério declarou que não é responsável por verificar se o atleta está legal para competir. “Casos de doping devem ser informados oficialmente ao ministério pelas confederações”, afirmou a assessoria.

O COB (Comitê Olímpico Brasileiro) não comentou o caso e disse que “a competência para apuração de doping é da confederação”.

Nuvem de tags