Posts marcados ‘Informações’

As Tops da Estrada: Cannondale SuperSix Evo – 695 gramas!

A Cannondale lançou esse ano a SuperSix Evo, o quadro mais leve do mundo. O quadro de tamanho 56 da bike pesa somente 695g. De acordo com a empresa fabricante, apesar de ser tão leve, a bicicleta é mais resistente e mais rígida do que o modelo anterios da SuperSix. Vejam como:

O peso

Para o desenvolvimento de uma bicicleta tão leve a Cannondale desenvolveu uma forma de construção em carbono, que utiliza a menor quantidade de material da forma mais eficiente possível. A bicicleta tem pouquíssimas partes que não são da liga de carbono da qual a bicicleta é construída.

Para conseguir a aplicação na quantidade exata das camadas de carbono que formam a bicicleta, a Cannondale utilizou moldes de EPS, um tipo de poliéster expansivo que impede a formação de rebarbas durante o processo de modulagem do carbono, que podem aumentar o peso da bicicleta.

A rigidês e a resistência

Para conseguir que uma bicicleta tão leve conseguisse ser muito rígida, a Cannondale utilizou três tipos de fibra carbono em sua construção. Um deles é uma liga utilizada pelas forças armadas na confecção de coletes aprova de balas, este carbono é extremamente leve e resistente.

A segundo tipo de carbono utilizado é uma fibra de alta modulagem extremamente rígida, que mantém a bicicleta lateralmente rígida, fazendo com que a transmissão de potência das pedaladas sejam totalmente transmitidas para os pedais, sem que  força se dissipe através da torção lateral.

A terceira camada é uma espécie de rede de segurança feita de uma fibra de carbono mais flexivel que une as duas outras camadas. Sendo mais flexível ela absorve os impactos e impede que o quadro trinque e dificulta quebras. Essa combinação fez com que a bicicleta, de acordo com a Cannondale, seja mais rígida e resistente do que a CAAD9, conhecida como o burro de carga da marca, ou seja, a mais resistente e rígida.

Absorção de impactos e velocidade

Utilizando a mesma tecnologia Speed Save utilizada na Flash Carbon Hardtail, a MTB da cannondale que é a bike mais leve do mundo. Tecnologia essa que funciona como uma microsuspensão. Os chainstays, seatstays e garfos da bicicleta são construídos de forma que permitem uma movimentação vertical, mas mantém a rigidêz lateral.

Essa movimentação vertical absorve um pouco dos impactos do terreno, mas não com a intenção de gerar conforto para o ciclista, mas sim para aumentar o contato das rodas da bike com o chão, aumentando consideravelmente a tração da bicicleta, a estabilidade e a resposta a acelerações. Todo esse trabalho transformou a SuperSix Evo na bicicleta com a maior relação peso-rigidês do mercado.

Vídeo

Preços*

  • SuperSix EVO Ultimate – $11.000
  • SuperSix EVO Team – $9.000
  • SuperSix EVO Di2 – $10.000
  • SuperSix EVO 1 Dura-Ace – $7.000
  • SuperSix EVO 2 Red – $5.000
*em dólares

Tour do Rio: A maior competição ciclística da America do Sul vai começar!

O Tour do Rio 2011

A segunda edição do Tour do Rio, que em dois anos já é considerada o maior evento do gênero na America do Sul, será realizada entre os dias 27 e 31 de Julho. A competição percorrerá 800km, divididos em 5 etapas, pelas estradas do estado do Rio de Janeiro e visitará diversas cidades.

A competição participa do calendário internacional do ciclismo e vale pontos para o Ranking da UCI. O vencedor do Tour do Rio ganhará 40 pontos no Ranking. Essa competição será a última competição das Américas válida pela UCI, antes dos jogos olímpicos de Londres em 2012. Isso trouxe uma importância extra para a competição, tanto para equipes brasileiras como para equipes estrangeiras.

A pontuação na competição pode colocar classificar atletas para as olimpíadas. Portanto todos os ciclistas estarão dando o seu máximo para conseguir esses lugares nos jogos olímpicos. Outro fator que ajudará na motivação dos atletas é a premiação, no total serão R$200 mil.

O competição deve contar com 18 equipes, 10 nacionais e 8 estrangeiras.

As etapas

(clique nas imagens para aumentar)

1ª Etapa – Rio de Janeiro -> Angra dos Reis (149,9km)

2ª Etapa – Volta Redonda -> Três Rios (166km)

3ª Etapa – Três Rios -> Teresópolis (120,3km)

4ª Etapa – Teresópolis -> Rio das Ostras (197,6km)

5ª Etapa – Rio das Ostras -> Rio de Janeiro (183,9km)

Para mais informações acesse o Site oficial do Tour do Rio

Tour de France – Informações sobre a 14ª Etapa: Duro, muito duro!

Uma das mais difíceis de 2011

A próxima etapa que o Tour vai percorrer 168km entre as cidades de Saint-Gaudens e Plateau de Beille e será uma das mais difíceis desse ano. Serão 5 metas de montanha e a chegada em uma subida Fora de Categoria (HC), a Plateau de Beille, uma subida com 15,8km de extensão e 7,9% de inclinação média, que começará no km 152.

As subidas do dia

  1. Km 25,6 – Col de Portet-d’Aspet (Cat. 2) – 4,3km – 9,7%
  2. Km 62,5 – Col de la Core (Cat. 1) – 14,1km – 5,7%
  3. Km 94 – Col de Latrape (Cat. 2) – 5,6km – 7,2%
  4. Km 109 – Col d’Agnes (Cat. 1) – 10km – 8,2%
  5. Km 118 – Port de Lers (Cat. 3) – 3,8km – 5,5%
  6. km 168,5 – Plateau de Belle (HC)  – 15,8km – 7,8%

O Plateau de Belle

Essa subida é famosa por ser uma espécie de vestibular para o vencedor do Tour de France. Desde de 1998 quando a montanha foi incluída no Tour e Marco Pantani foi o vencedor, todos os ciclistas que venceram e etapa do Plateau foram os vencedores do Tour. Vamos ver quem passa em primeiro na próxima etapa!

Vejam as informações dessa subida

Informações sobre a etapa

Mapa

Altimetria

Tour de France – 13ª Etapa: Thor Hushovd faz o impossível e vence a etapa da montanha!

A inacreditável vitória de Hushovd!

Thor Hushovd, o atual Campeão Mundial de Ciclismo na categoria estrada, conseguiu um feito que para todos era impossível de ser atingido, um sprinter vencer uma etapa de montanha no Tour. Ele não só venceu, mas venceu de uma forma incrível, para não dar espaço para ninguém falar nada!

A fuga e a fuga

Logo no começo da etapa uma fuga de dez ciclistas se formou, Hushovd era um dos integrantes. Os escapados chegaram no pé da grande montanha do dia, o Aubisque, com 6:00 de vantagem sobre o pelotão. Logo no início da montanha Hushovd já começou o caminho para o impossível, ele atacou a fuga e escapou de seus companheiros.

Outros dois ciclistas da fuga saíram em perseguição ao Hushovd, deixando o resto da fuga para trás. Jeremy Roy e David Moncoutie chegaram e deixaram Hushovd para trás. Roy chegou no topo da montanha 0:45 na frente de Moncoutie e 2:00 na frente de Thor.

A descida a busca e a martelada do Thor

Na descida, Hushovd alcançou Moncoutie e os dois foram em perseguição a Roy. Hushovd fez a maior parte do trabalho, Moncoutie parecia cansado e aparentemente não queria ajudar muito Thor, para ter alguma chance na chegada.

Faltando 3 km para o final os dois perseguidores estavam a 10 segundo de Roy, foi quando Thor atacou, deixou seu parceiro para trás e buscou o líder. Foi quando ele fez mais uma coisa inacreditável! Quando todos achavam que ele iria para a chegada contra os dois adiversários, Thor surpreendeu todo mundo e atacou faltando 2km e não deu chance para ninguém, chegou em primeiro alguns segundos a frente de Moncoutie e Roy e 9:00 na frente do pelotão! Uma vitória de tirar o chapéu, ou capacete…

Classificação Geral: Como os integrantes da fuga estavam muito atrás na CG, não houve nenhuma mudança significativa na disputa pela Camisa Amarela.

Mais um abandono

Andreas Kloden, da Radio Schack não conseguiu superar as dores nas costas que estava sentindo, devido as várias quedas que sofreu e acabou abandonando a competição. Só sobraram 4 ciclistas da Radio Schack no Tour. O vídeo abaixo mostra o momento do abandono.

Vídeo do final da etapa

Resultados

Etapa

  • 1. Thor Hushovd (Garmin-Cervelo)
  • 2. David Moncouti (Cofidis)
  • 3. Jeremy Roy (FdJ)

Classificação Geral

  • 1. Thomas Voeckler, Team Europcar, in 55h 49′ 57″
  • 2. Frank Schleck, Team Leopard-Trek, at 1:49
  • 3. Cadel Evans, Bmc Racing Team, at 02:06
  • 4. Andy Schleck, Team Leopard-Trek, at 02:17
  • 5. Ivan Basso, Liquigas-Cannondale, at 03:16
Hoje mais tarde:
  • Fotos da 13ª etapa
  • Informações sobre a 14ª Etapa

Tour de France – Informações sobre a 13ª Etapa: Mais montanhas pela frente

E continuamos subindo…

A Etapa de amanhã sairá da cidade de Pau e percorrerá 153 km até a cidade de Louders. Durante o trajeto os ciclistas passarão por três subidas, duas bem pequenas e bem inclinadas e uma montanha gigante! Porém, diferente da etapa anterior, que passou pelo Tourmalet e Ardiden, essa etapa não chegará em uma subida. O topo da última subida está a 42km do final da etapa.

Com 43,5km teremos a primeira subida do dia, a Côte de Cuqueron (Cat.3) que é um “top” de 1,5km no 8,1% de inclinação média. A próxima subida está no km 65, a Côte de Belair(Cat.4) é ainda mais curta, tem só 1km e 8,3% de inclinação média.

O Col d’Aubisque

O grande obstáculo do dia será o Col d’Aubisque, uma montanha Fora de Categoria (HC), com 16,4km de extensão e 7,1% de inclinação média. O topo da montanha está no km 110 da etapa. Provavelmente o pelotão será quebrado em vários pedaços durante a montanha e provavelmente teremos mais grandes mudanças na Classificação Geral.

A etapa de amanhã será excelente para ciclistas especialistas em fuga, os sobreviventes da subida terão de suportar 42km de descidas e plano antes da chegada após passar o Aubisque. Vamos ver como os favoritos para vencer o Tour vão se sair na etapa, uma vez que fizeram muita força na última etapa que passou por três montanhas duríssimas!

Fato interessante

Na descida do Aubisque, em 1951, o ciclista Van Est caiu de um penhasco depois de ter um pneu furado. Incrivelmente o ciclista só teve alguns ferimentos leves, mesmo tendo caído muitos metros montanha abaixo. Os ciclistas e mecânicos se juntaram e fizeram uma corda de pneus entrelaçados e conseguiram resgatar o ciclista.

Informações sobre a etapa

Mapa

Altimetria

Tour de France – 12ª Etapa: Samuel Sanchez supera as montanhas e os adversários

A primeira dos Pirenéus

Hoje foi o primeiro dia da sequência de etapas que passarão pela Cordilheira dos Pirenéus. Samuel Sanchez (Euskaltel-Euskadi) foi o vencedor do dia após subir o Luz Ardiden escapado junto com Jelle Vanendert (Omega Pharma-Lotto). Nos últimos metros, Sanchez atacou e não foi mais alcançado, se consagrando a grande vencedor do dia!

O desenrolar da Etapa

Uma fuga saiu cedo hoje, Geraint Thomas (Team Sky), José Ivan Gutierrez (Movistar), Ruben Perez Moreno (Euskaltel – Euskadi), Laurent Mangel (Saur-Sojasun), Blel Kadri (Ag2r La Mondiale) e Jérémy Roy (Fdj), saíram logo no começo da etapa e cruzaram o topo da primeira montanha do dia, a Hourquette d’Ancizan, cerca de 6:00 na frente do grupo.

Durante a subida do Tourmalet, somente Thomas e Roy conseguiram se manter escapados. No pelotão, faltando 5km para o final da subida, Laurens Ten Dam atacou e escapou do grupo. Na descida, Philippe Gilbert, Jelle Vanendert e Sanchez alcançaram Ten Dam, mas quando a subida do Ardiden começou, Gilbert e Ten Dam sobraram.

A última subida

Sanchez e Vanendert buscaram Thomas e Roy ainda no começo da subida do Luz Ardiden e largaram os dois para trás. No pelotão, Os Schlecks, Contador, Voeckler, Evans, Tom Danielson, Levi Leipheimer, Gilbert e alguns outros estavam se estudando e esperando o melhor momento para atacar. Mas esperaram demais… Acabou que a fuga ficou longe demais e o pelotão não conseguiu mais alcançá-la e Sachez cruzou a linha primeiro.

O ataque que aconteceu e foi bem sucedido, foi o de Frank Schleck, que faltando 3 km para o final atacou e quaaaase buscou a fuga. Nos últimos km, Cadel Evans, Andy Schleck e Ivan Basso apertaram o ritmo e Contador não aguentou e acabou levando mais 15 segundo do Andy Schleck.

Thomas Voeckler (Europcar) superou as expectativas e manteve a Camisa Amarela, ele conseguiu se manter no pelotão até menos de 2km para o final e perdeu pouco tempo em relação aos seus adversários da Classificação Geral.

Vídeo da chegada

Resultados

Etapa

  • 1. Samuel Sanchez, Euskaltel – Euskadi, in6h 01′ 15″
  • 2. Jelle Vanendert, Omega Pharma – Lotto, at 00:07
  • 3. Frank Schleck, Team Leopard-Trek, at 00:10
  • 4. Ivan Basso, Liquigas-Cannondale, at 00:30
  • 5. Cadel Evans, Bmc Racing Team, at 00:30

Classificação Geral

  • 1. Thomas Voeckler, Team Europcar, in 51h 54′ 44″
  • 2. Frank Schleck, Team Leopard-Trek, at 01:49
  • 3. Cadel Evans, Bmc Racing Team, at 02:06
  • 4. Andy Schleck, Team Leopard-Trek, at 02:17
  • 5. Ivan Basso, Liquigas-Cannondale, at 03:16
Hoje mais tarde:
  • Fotos da 12ª etapa
  • Informações sobre a 13ª Etapa

Tour de France – Informações sobre a 12ª Etapa: Chegamos a Cordilheira dos Pirenéus!

Agora o bicho vai pegar!

Para muitos ciclistas, o Tour de France começa na 12ª etapa, quando a competição chega a Cordilheira dos Pirenéus (ou menos corretamente Pireneus ou Pirineus). A partir da próxima etapa, vamos ter muitas montanhas pela frente e as mudanças decisivas na Classificação Geral vão começar a acontecer.

Os próximo estágio será dificílimo! Serão 211 km entre Cugnaux e Luz Ardiden, com três grandes montanhas no meio do caminho. Para começar o sofrimento os ciclistas passarão pela Hourquette d’Ancizan (Cat.1), a subida tem 9,9km de extensão 7,5% de inclinação média.

Tourmalet e Luz-Ardiden

Assim que descerem a Ancizan, os ciclistas já chegam no pé do monstro! O temido e histórico Tourmalet. Nada mais nada menos que a primeira subida a ser incluída no Tour de France em 1910. O Col du Tourmalet (HC) tem 17,1km de extensão e 7,3% de inclinação média. É SUBIDA PRA C@X*&$%!!!

E para quem ainda estiver vivo, assim que descerem o Tourmalet começa a terceira e última montanha do dia. Na Luz-Ardiden (HC) com 13,1km de extensão e 7,4% de inclinação. Essa subida ganhou história após ter sido palco de grandes disputas do Tour de France, como em 1985 quando Greg LeMond, por pedido do chefe de equipe, não venceu a etapa sobre Bernard Hinault. Ou em 2003, quando Lance Armstrong sofreu uma queda após se enroscar no chapéu de uma torcedora e mesmo assim venceu a etapa. Vejam os vídeos dessas disputas abaixo!

1985 – Bernard Hinault e Greg LeMond

2003 – Lance Armstrong vence etapa após queda!

Informações sobre a etapa

Mapa

Altimetria

Nuvem de tags