Arquivo para a categoria ‘As Tops da Estrada’

As Tops da Estrada: Cannondale SuperSix Evo – 695 gramas!

A Cannondale lançou esse ano a SuperSix Evo, o quadro mais leve do mundo. O quadro de tamanho 56 da bike pesa somente 695g. De acordo com a empresa fabricante, apesar de ser tão leve, a bicicleta é mais resistente e mais rígida do que o modelo anterios da SuperSix. Vejam como:

O peso

Para o desenvolvimento de uma bicicleta tão leve a Cannondale desenvolveu uma forma de construção em carbono, que utiliza a menor quantidade de material da forma mais eficiente possível. A bicicleta tem pouquíssimas partes que não são da liga de carbono da qual a bicicleta é construída.

Para conseguir a aplicação na quantidade exata das camadas de carbono que formam a bicicleta, a Cannondale utilizou moldes de EPS, um tipo de poliéster expansivo que impede a formação de rebarbas durante o processo de modulagem do carbono, que podem aumentar o peso da bicicleta.

A rigidês e a resistência

Para conseguir que uma bicicleta tão leve conseguisse ser muito rígida, a Cannondale utilizou três tipos de fibra carbono em sua construção. Um deles é uma liga utilizada pelas forças armadas na confecção de coletes aprova de balas, este carbono é extremamente leve e resistente.

A segundo tipo de carbono utilizado é uma fibra de alta modulagem extremamente rígida, que mantém a bicicleta lateralmente rígida, fazendo com que a transmissão de potência das pedaladas sejam totalmente transmitidas para os pedais, sem que  força se dissipe através da torção lateral.

A terceira camada é uma espécie de rede de segurança feita de uma fibra de carbono mais flexivel que une as duas outras camadas. Sendo mais flexível ela absorve os impactos e impede que o quadro trinque e dificulta quebras. Essa combinação fez com que a bicicleta, de acordo com a Cannondale, seja mais rígida e resistente do que a CAAD9, conhecida como o burro de carga da marca, ou seja, a mais resistente e rígida.

Absorção de impactos e velocidade

Utilizando a mesma tecnologia Speed Save utilizada na Flash Carbon Hardtail, a MTB da cannondale que é a bike mais leve do mundo. Tecnologia essa que funciona como uma microsuspensão. Os chainstays, seatstays e garfos da bicicleta são construídos de forma que permitem uma movimentação vertical, mas mantém a rigidêz lateral.

Essa movimentação vertical absorve um pouco dos impactos do terreno, mas não com a intenção de gerar conforto para o ciclista, mas sim para aumentar o contato das rodas da bike com o chão, aumentando consideravelmente a tração da bicicleta, a estabilidade e a resposta a acelerações. Todo esse trabalho transformou a SuperSix Evo na bicicleta com a maior relação peso-rigidês do mercado.

Vídeo

Preços*

  • SuperSix EVO Ultimate – $11.000
  • SuperSix EVO Team – $9.000
  • SuperSix EVO Di2 – $10.000
  • SuperSix EVO 1 Dura-Ace – $7.000
  • SuperSix EVO 2 Red – $5.000
*em dólares

As Tops da Estrada: Scott Foil.

Um dos lançamentos mais esperados de 2011.

Clique na foto para ver os detalhes.

O projeto inicialmente foi chamado de F01, antes do lançamento, a Scott resolveu colocar mais um L na equação. A F01L, com a estilização da escrita e a referencia a Airfoil (aerofólio em inglês), veio do batismo de Foil.

A Scott diz ter resolvido o problema das bicicletas Aero, que sempre lutam com a questão de quanto de rigidez e peso terão que sacrificar, para beneficiar a aerodinâmica. De acordo com a Scott, nenhum sacrifício precisa ser feito. A Foil é tão rígida e leve quanto a Scott Addict, bicicleta top de linha da Scott, porém é uma bicicleta Aero. Qual foi o segredo?

Virtual Foil

A resposta veio através de Simon Smart da Smart Aero Technology, ex-engenheiro da F1, desenvolvedor de um dos últimos sucessos da Scott, a bicicleta de Contra-Relógio Plasma 3. Simon gastou mais de 100 horas no túnel de vento da Mercedes (o mesmo que a Specilized utilizou no projeto da Venge McLaren), testando o melhor formato do quadro, para atingir os resultados esperados.

Fluxo de Ar

O resultado foi o formato de aerofólio virtual. Virtual porque o formato de aerofólio não é completo, mas cortado no meio (vejam a imagem acima), porém, a parte frontal do frontal do quadro, que se choca com o vento, provoca uma separação do fluxo de ar, que diminui a resistência e a turbulência, melhorando a performance da bicicleta. Esse formato faz com que em um olhar rápido, a Foil nem se pareça com uma Aero.

Esse formato permite que o quadro seja mais largo, ou seja, pode ser mais rígido e leve. O quadro da Foil pesa 840g, somente 40 gramas mais pesada que a Addict e possui a mesma rigidez que a irmã, só que também possui a mesma aerodinâmica que as concorrentes Felt AR1 e Cervélo S3, que clamam economizar 20 watts de potência ao pedalar a 40 km/h, em relação a quadros convencionais.

Resultados

Clique nos gráficos para aumentar.

Rigidez

A rigidez da bicicleta é semelhante as melhores do mercado.

Aerodinâmica

Em testes no túnel de vento, a bicicleta teve excelentes resultados. Na simulação com o manequim de ciclista, com um grau de inclinação 0″, a Foil se mostrou bem mais aerodinâmica do que suas concorrentes a uma velocidade de 45km/h.

A Proporção Perfeita

A Foil conseguiu a relação ideal entre peso, rigidez e aerodinâmica. O gráfico acima mostra que a bicicleta conseguiu atingir altos níveis de rigidez, mesmo sendo uma bicicleta aero.

Análise pela Bike Radar

A Bike Radar fez uma avaliação sobre a bike. O veredicto dos testes, mostrou que a bicicleta é extremamente leve, rígida e rápida. Porém não é tão arisca como suas concorrentes, para realização de manobras bruscas e rápidas, é necessário um leve empenho a mais do que nas suas concorrentes AR1 e S3, que são mais ariscas.

Vídeo

Ela vem com:

A Scott Foil bem com as seguintes configurações:

  • Shimano Dura-Ace DI2
  • Rodas Zipp 404
  • Mesa Ritchey
  • Canote de Selim Ritchey
  • Conduites por dentro do quadro
  • Banco Fi’zi:k Arione CX

As Tops da Estrada: Trek Madone 6.9 SSL

Trek Madone 6.9 SSL

Pode se dizer que a Trek Madone possui um currículo invejável. Ela carregou o vencedor de 9 dos últimos 11 Tour de France. Um pedigree e tanto! Hoje ela é a bicicleta oficial de duas grandes equipes do ProTour, a Trek Leopard e RadioShack.

O modelo SSL

Em 2011 a Trek lançou a variante SSL para a família Madone Série 6. O modelo é 100g mais leve do que o do ano anterior. Dessas 100g, 50g foram retiradas do quadro, 30g foram reduzidos com um novo processo de pintura e 20g no garfo.

Com essas alterações o quadro do tamanho 56 pesa somente 815g. Incrivelmente leve. A Trek diz que essa diminuição no peso não sacrificou rigidez ou durabilidade. De acordo com a empresa, o nova fibra de carbono HexSL é 10% mais resistente e rígida do que o OCLV Red blend utilizado anteriormente, dessa forma permitiu a diminuição do peso, sem sacrificar a qualidade da bicicleta.

Outra inovação é o movimento central BB90. Mais largo e com peças integradas, reduz a quantidade de peças móveis, deixando a bicicleta mais leve e por ser mais largo, faz com que a rigidez da bicicleta aumente. Vejam a imagem ao lado.

A  Tecnologia Trek

A Trek utiliza materiais com um nível muito alto de tecnologia. O fato de ter a fábrica localizada nos Estados Unidos, facilita o teste e utilização de diversos materiais desenvolvidos por faculdades e centros de pesquisa espacial na fabricação de suas bicicletas.

Para se ter uma idéia, no laboratório da Trek em Waterloo, Estados Unidos, que é o maior em pesquisas de carbono de bicicleta do mundo, a empresa possui uma equipe de 37 engenheiro de carbono responsáveis por desenvolver, testar e analisar as fibras de carbono utilizadas em suas bicicletas.

O carbono HexSL, é a primeira fibra de carbono industrial que conseguiu aumentar significativamente a rigidez e resistência ao mesmo tempo. Vejam a comparação entre os carbono utilizados pela Trek ao lado.

Customização e Fiting

Uma opção interessantíssima que a Trek traz para seus clientes é o chamado Project One. No próprio site da Trek, é possível modificar a bicicleta toda. Cor, componentes, grupo e até escrever mensagens pessoais na bicicleta.

São 24 cores diferentes, pode-se escollher as rodas, pneus, mesas, guidões, fita de guidão, canote, banco e headset, sendo que cada um desses existem pelo menos 10 opções para escolher. Também pode se escolher entre mais de 20 opções de grupos e cores de cabeamento. A variedade de estilos é incrível, é possível customizar a bicicleta nos mínimos detalhes.

Para se adaptar ao maior número de clientes, a Madone 6.9 possui três geometrias diferentes: H1, H2 e H3.

A H1 possui uma posição mais aerodinâmica com uma frente mais baixa, boa para atletas com bastante flexibilidade.

A H2 possui a frente um pouco mais elevada e fornece uma posição um pouco mais confortável.

A H3 e ideal para quem quer poupar as costas e o pescoço, ela possui uma posição ainda mais elevada e com algumas modificações de geometria para manter a estabilidade da bicicleta.

Preços

O preço da Madone 6.9 com a configuração padrão com Shimano Dura-Ace e Rodas Bontrager Race XXX Lite, custa US$8.714,99. As adaptações podem aumentar ou diminuir o valor. No site, quando as alterações são feitas o novo preço já é calculado.

Imagens

fotos: James Huang e Trek

Vídeo Sensacional – A Bicicleta Cipollini 2011

As Tops da Estrada – Pinarello Dogma 60HM1K

Dogma 60HM.1K

A Dogma 60.1 é uma obra de arte sobre duas rodas, desde a beleza de suas formas à tecnologia utilizada em sua construção. Veja as principais características de bicicleta incrível.

O carbono

O carbono utilizado na Dogma é o 60HM1K. A fibra utilizada para fazer a trama de carbono possui de 5-8 micromilimetros (milionésimo de milímetro) e é feita através da oxidação, pirólise e carbonização da poliacrilonitrila. É considerado o material com maior capacidade de suportar pressão no mercado. O 60HM significa que a fibra suporta 60 toneladas por polegada quadrada. O 1K significa 1000 fibras por centímetro quadrado. Por ser tão resistente, é possibilitada a utilização de menos material na fabricação, fazendo com que o quadro da Dogma pese apenas 900 gramas e seja extremamente rígido.

Outra tecnologia utilizada é a Taroyca Nanoalloy, nanotecnologia que praticamente faz com que o carbono se auto-regenere, evitando que microfissuras se transformem em rachaduras no quadro.

Assimetria

Bicicletas de corrida sofrem pressões de forma assimétrica em sua estrutura. Isso ocorre porque que o sistema de transmissão está todo localizado do lago direito da bicicleta. Essa força assimétrica causa torções no quadro que reduzem a quantidade de força transmitida dos pedais para o chão, ou seja, existe uma ligeira perda de velocidade. Além de causar pontos de estresse no quadro, que com o tempo acabam fragilizando a bicicleta.

Para solucionar isso a Pinarello fez modificações em partes específicas do quadro da Dogma, compensando as forças exercidas assimetricamente na bicicleta.

  1. A parte inferior esquerda do top tube é reforçada e compensa a força exercida pelo guidão.
  2. O garfo direito é consideravelmente maior do que o esquerdo, é tem um formato mais angulado.
  3. O seatstay direito é maior e mais forte que o esquerdo.
  4. Os chainstay direito é maior na parte traseira próximo ao cassete, já o esquerdo é maior na parte dianteira e se afina na parte traseira.

O resultado é a diminuição de pontos de estresse no quadro, como mostra a figura ao lado. As partes vermelhas do gráfico mostram as regiões onde o quadro sofre maior estresse. As partes azuis mostram as regiões onde não ocorre estresse. A diferença entre os pontos de tensão de um quadro comum e o da Dogma é gritante. Isso aumenta consideravelmente a vida útil de um quadro, além de aumentar muito a rigidez da bicicleta, maximizando a transmissão de força dos pedais para a roda.

Configurações

A Dogma pode ser pedida em 12 cores diferentes. Tamanha variedade dá ao comprador a possibilidade de escolher uma bicicleta que encaixa perfeitamente em seu gosto. Ela pode ser pedida com Shimano ou Campagnholo. Toda essa maravilha custa bem caro! Dependendo da configuração ela passa dos 15.000 dólares.

Vejam sobre a Pinarello Dogma em avaliação feita pela Bicycling Magazine.

Nuvem de tags